Lord Ganesha – o Deus da prosperidade

Lord Ganesha – o Deus da prosperidade

Deus do sucesso, da prosperidade e da remoção de obstáculos e pedras presentes em nossas vidas, é um dos deuses mais cultuadas no mundo, acredita se que onde quer que esteja a imagem dessa deidade, lá existe Sucesso e Prosperidade, na índia entre agosto e setembro se iniciam as comemorações do GANESHA CHATURTHI e um dos mais populares festivais hindus, iremos aproveitar essa egrégora e faremos um especial para você que quer conhecer e cultuar ou até mesmo pedir o auxilio de ganesha.

 

Ganesha

 


O senhor da riqueza e destruidor de obstáculos

No hinduísmo, Ganesha (sânscrito: गणेश ou श्रीगणेश)  é uma das mais conhecidas e veneradas representações de deus, primeiro filho das deidades Shiva e Parvati,  Ganesha é então considerado o mestre do intelecto e da sabedoria,  símbolo das soluções lógicas, da riqueza e prosperidade, da remoção de obstáculos e dificuldades presentes no caminho do ser humano.

Seu corpo é humano enquanto que a cabeça é de um elefante, desta forma Ganesha representa a solução lógica para os problemas, é conhecido como “Destruidor de Obstáculos”. é adorado e cultuado junto de Lakshmi (a deusa da abundância e da riqueza) pelos comerciantes.

Levando em conta que a energia de Ganesha nos leva sempre a solução lógica para os problemas e a resolução dos problemas nos leva para a prosperidade, não é dificil entender o por que Ganesha e Lakshmi são inseparáveis.

Assim como acontece com todas as outras formas externas nas quais o Hinduísmo representa Deus, a figura de Ganesha é também um arquétipo cheio de múltiplos sentidos e simbolismo que expressa um estado de perfeição assim como os meios de obtê-la. Ganesha, de fato, é o símbolo daquele que descobriu a Divindade dentro de si mesmo.

 

A história de Ganesha

A mais conhecida história é provavelmente encontrada no Xiva Purana.

Há muito tempo, enquanto o Deus Shiva meditando nas montanhas do himalaia, sua esposa, Parvati, estava a sós em casa. Na ocasião, ela precisava de alguém que protegesse a casa enquanto ela se banhava. sem nenhuma opção, ela usou seus poderes para criar um filho, Ganesha.

Logo após sua criação, Parvati instruiu Ganesha a manter a vigilância da casa, não permitindo que ninguém ali entrasse – Ganesha assim o fez, e protegeu a porta da casa para que sua mãe Parvati pudesse tomar seu banho. enquanto isso, Shiva ( Marido de Parvati) retornava ao seu lar depois de uma longa meditação nas montanhas do himalaia.

Após sua meditação, Shiva retorna ao lar e ao chegar foi parado na entrada de sua casa, onde encontrou Ganesha. Este, seguindo fielmente as palavras de Parvati, não permitiu que o Deus Shiva entrasse na casa., Shiva, irado, pegou seu tridente e cortou a cabeça do jovem Ganesha.

Enquanto isso, Parvati saía do banho e, ao ver a cena, ficou horrorizada. Triste e enraivecida, a deusa explicou a Shiva a situação, pediu para que shiva o revivesse e colocasse a cabeça de ganesha novamente no lugar, o que o mesmo não pode atender, pois qualquer coisa cortada pelo tridente de Shiva jamais voltaria sua forma natural.

Parvati com muita raiva e tristeza por ver seu filho morto, e sem cabeça (kali) ordena para que Shiva junto de seus soldados encontrem a cabeça de um animal morto, por morte natural, que representasse força e que estivesse com sua cabeça virada para o norte, Shiva enviou seus soldados em busca da criatura, ao que lhe trouxeram um elefante.

Assim, o Deus Shiva reviveu seu filho, que passou a ter uma cabeça de elefante.

Parvati ainda não se contentara com o trato e queria mais. Então, Shiva concedeu a Ganesha a dádiva de que, antes de iniciar qualquer trabalho, as pessoas adorariam seu nome.

E é por isso que se deve invocar o nome do deus Ganesha antes de qualquer empreendimento.

 

O simbolismo

Cada simbolo ou elemento do corpo de Ganesha tem um significado único, uma representação que nos faz refletir e aprender com ele.

A cabeça de ganesha:

A cabeça de elefante tem a representação de poder discriminatório, força e inteligência, representa o equilíbrio perfeito entre a força e a bondade, poder e beleza. o fato de Ganesha sempre se apresentar com um de suas presas quebradas indica a habilidade de Ganesha de superar todas as formas de dualismo, no Mahabharata  (texto sagrado de grande importância ao induísmo ) Há muitas histórias sobre este fato, ou seja, o modo como Ganesha quebrou uma de Suas presas.

Na primeira parte do Mahabharata,  é dito que Vyasa pediu para que Ganesha escrevesse alguns poemas ditados. Ganesha concordou, mas apenas com uma condição, a de que Vyasa O recitasse sem nenhuma interrupção, sem qualquer pausa.

O sábio, por sua vez, disse que Ganesha deveria, então, anotar somente quando tivesse entendido claramente o que fora dito, antes de anotar. Desta forma, Sri Vyasa poderia recuperar-se, antes de continuar a falar os versos do Mahabharata, os quais Ganesha somente anotou quando entendeu.

O ditado começou, mas a pena que Ganesha usava quebrou-se, então, Ele quebrou a Sua própria presa, e a usou como uma pena para escrever o texto ditado por Vyasa, e assim pode continuar sem interrupção, permitindo que mantivesse a sua palavra.

As orelhas:

As orelhas abertas denotam sabedoria, habilidade de escutar pessoas que procuram ajuda e para refletir suas verdades espirituais. Elas simbolizam a importância de escutar para poder assimilar idéias. Orelhas são usadas para ganhar conhecimento. As grandes orelhas indicam que quando Deus é conhecido, todo conhecimento também é.

A tromba e testa:

A tromba curvada indica as potencialidades intelectuais que se manifestam na faculdade de discriminação entre o real e o irreal;

Na testa, o Trishula (arma de Shiva, similar a um Tridente) é desenhado, simbolizando o tempo (passado, presente e futuro) e a superioridade de Ganesha sobre ele;

A barriga:

A barriga de Ganesha contém infinitos universos. Ela simboliza a benevolência da natureza e equanimidade, a habilidade de Ganesha de sugar os sofrimentos do Universo e proteger o mundo;

As Pernas:

A posição de suas pernas (uma descansando no chão e a outra em pé) indica a importância da vivência e participação no mundo material assim como no mundo espiritual, a habilidade de viver no mundo sem ser do mundo.

Os Braços e símbolos:

Os quatro braços de Ganesha representam os quatro atributos do corpo sutil, que são: mente (Manas), intelecto (Buddhi), ego (Ahamkara), e consciência condicionada (Chitta). Ganesha representa a pura consciência – o Atman – que permite que estes quatro atributos funcionem em nós;

  • A mão segurando uma machado é o símbolo da restrição e resignação sobre todos os desejos que nos trazem dor e sofrimento. Com este machado ele pode destruir os obstáculos. o machado é também para levar o ser humano para o caminho da verdade e da retidão;
  • A segunda mão segura um chicote, símbolo de força que mostra ao ser humano que os apegos mundanos e desejos devem ser deixados de lado;
  • A terceira mão, que está em direção ao devoto, está em uma pose de bênçãos, refúgio e proteção (abhaya); é mão que abençoa e ilumina o caminho.
  • A quarta mão segura uma flor de lótus (padma), e ela simboliza o mais alto objetivo da evolução humana, a realização do seu verdadeiro eu, o despertar da consciência.

 

Ressurgimento da popularidade

Recentemente, houve um ressurgimento da adoração a Ganesha e um aumento do interesse no “Mundo Ocidental” devido a inundação de supostos milagres em Setembro de 1995.

No dia de 21 de setembro de 1995, de acordo com a revista Hinduism Today, as estátuas de Ganesha (e de alguns outros deuses da família de Shiva) na Índia começaram a beber leite espontaneamente quando uma colher cheia era posta perto da boca das estátuas. Os fenômenos propagaram-se de Nova Délhi a Nova York, Canadá, Ilhas Maurício, Quênia, Austrália, Bangladesh, Malásia, Reino Unido, Dinamarca, Sri Lanka, Nepal, Hong Kong, Trinidad e Tobago, Grenada e Itália entre outros lugares.

Isso foi visto como um milagre por muitos, mas muitos céticos afirmaram que isso foi outro exemplo de histeria coletiva. Alguns experimentos científicos conduzidos naquela época sugeriram a ação capilar como uma explicação para este fenômeno. Permanecia um mistério o porquê do fenômeno não haver se repetido até que o mesmo ocorresse novamente em 21 de agosto de 2006. Agora a questão é por que o fenômeno se repetiu.

O livro Ganesh, Remover of Obstacles de Manuela Dunn Mascetti é outra de muitas fontes que testemunham o Milagre hindu do leite.

 

A nossa comemoração a Ganesha

GANESHA CHATURTHI, do nosso espaço Cartas com Pedro, Será realizado entre as duas últimas semanas de agosto e as duas primeiras semanas de setembro e desde já iniciaremos varios artigos de como você pode pedir o auxilio dessa deidade, seus mantras, suas oferendas etc…


Não percam pois é um mês bastante especial !

Lord Ganesha - o Deus da prosperidade 1

Deixe uma resposta

1
Olá ! Bem vindo ao Cartas com Pedro.
Agende ou tire suas dúvidas sobre as leitura de cartas ou outras de nossas terapias.

Atenção: consultar preço na secção "cartomancia e terapias"

Obs: Leituras Particulares são pagas.
Powered by